Tô grande!

Lilypie Third Birthday tickers

Princesa na área...

Lilypie First Birthday tickers

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Dias de Surpresa!!!

Na verdade este ‘post’ deveria ter sido feito antes do Lucas nascer, mas o fato de ter sido depois reforça uma certeza que eu já tinha... Afilhados têm um espaço especial no coração da gente, e isso não muda! Nem com a chegada de um filho! Cada um tem seu espaço!


Dias de Surpresa!

Meus dias de DINDA começaram com um convite inesperado (pensando bem, todos foram... rsrsrsrs); Minha querida Tahisa estava grávida de 5 meses, me parou no meio da cozinha durante a festa de aniversário de meu irmão do meio (quem conhece sabe como as festas são cheias de gente por todos os lados...) e foi logo dizendo, segurando as minhas mãos: “Você vai ser madrinha da minha filha!” PUM! Quase desmaiei! Ser madrinha sempre teve um significado muito especial na minha vida...

Aprendi desde pequena que os padrinhos são aquelas pessoas especiais escolhidas por nossos pais; aqueles a quem nossos pais nos entregariam caso viessem a faltar um dia!

E lá estava eu, alguns meses depois, diante do altar, batizando a pequena Isabelle. A menina que mais tem padrinhos que eu já tenha ouvido falar... 1 casal e 4 amigas, das quais sou uma delas...

Minha pequena passou seu primeiro ano de vida em Florianópolis e depois se mudou para Manaus. Sempre que possível – nas idas e vindas – nos encontramos... Hoje ela tem 10 anos!

Depois, em 2004, foi a vez de ganharmos o Nicolas... Nosso primeiro afilhado, nascido exatamente um mês depois de nosso casamento. Filho de um grande amigo da adolescência do Rodrigo, nosso querido Reginaldo, que assim que soube que seu terceiro filhote estava a caminho, foi logo nos avisando: “Este vai ser afilhado de vocês!” Infelizmente, há quase 4 anos este amigo faleceu, deixando filhos lindos e este afilhado que adoramos e de quem morremos de saudade.

Em 2007 o presente foi duplo! Eduarda e Pedro... Ela chegou em abril, foi batizada em julho, filha dos nossos primos-irmãos Dan e Gi; Ele é nosso sobrinho... nasceu em agosto, lá na Alemanha e foi batizado em setembro...

Ambos crescem praticamente juntos, fazendo reviver a história de minha infância com os pais deles; Crescemos todos juntos numa família cheia de irmãos e primos. Uma delícia! Tê-los – desta forma tão especial como afilhados – é dos maiores presentes que poderíamos ter ganho na vida!

Todas essas crianças são muito amadas por nós – desde o seu nascimento – e sua existência mantém o nosso dia-a-dia incrivelmente feliz e divertido!

E agora? Agora quero contar da nossa escolha para os padrinhos do Lucas... Por que desta vez estamos na difícil e especial tarefa da escolha e não de sermos escolhidos como aconteceu com nossos afilhados...

E a escolha que fizemos foi mais ou menos assim: “Tios? Não, tios já são tios... Têm seu “posto” garantido para toda a vida! E é tão incrível ser tio!”; “Quantos casais? Na tradição católica, geralmente é um só; mas na Luterana não necessariamente; e na minha família especificamente sempre foram 2 casais no mínimo...”; E agora? Mas a gente não queria aquela coisa de Dindo Fulano e Dindo Beltrano... Dindo é dindo e ponto (rsrsrs).

Bom, escolhemos aqueles que não são irmãos de sangue, mas são irmãos de toda a vida... Um casal que se conhece desde que a gente era pequeno... Ele meu primo-irmão, aquele que destroncava meu braço quando eu tinha uns 4 anos; ela minha amiga de infância, ponta firme para pagar mico até vestida de caipira em festa junina, com aquela maquiagem e penteado que só nossas mães podiam fazer...; Eles são nossos padrinhos de casamento e nós deles; Pais da Duda, nossa afilhada querida; Não dava pra fazer outra escolha... O Lucas será afilhado deles! Logo mais, no próximo dia 18! ;)


E assim termina este post, mostrando o quanto é incrível ter afilhados e dividir essa responsa com aqueles que amamos. Mas, para encerrar mesmo, preciso dizer que além de dindos somos também afilhados de pessoas especiais, a quem amamos muito!!!

Fica aqui para terminar então, nosso muito obrigado, aos nossos compadres e afilhados e aos nossos padrinhos... os meus: Nilton e Mariângela (que eu nunca consigo chamar pelo nome... só de Padrinho e Madrinha) e a do Rô: Dinda Suely (que virou Dinda de todo o Clã Griebeler! Rsrsrs)

5 comentários:

Mariana disse...

Que demais....minha mamãe linda!
E o Lucas tá cada dia mais gato.

Cibele disse...

Que lindo esse texto-depoimento... Adorei! Muito bem feito!
Beijão!

Bianca disse...

Que lindo Li!!! Voces sao tios-dindos super especiais pra nós... beijos!

Coisas de mãe disse...

Oi!

Que delicia ter tantos afilhados! Eu so tenho uma, e adoro!!!

o Lucas ta muito fofo vestido pra copa!

beijos

Pati

ღ Keka ღ disse...

Que delicia de post, adorei! Tbem conheci amigos de coração, gente que conhece a gente faz tempo e estão conosco sempre! Muito lindo seu post, adorei!